A NITIREN SHOSHU E O TEMPLO PRINCIPAL TAISSEKIJI

 

 Nitiren Dasihonin nasceu no dia 16 de fevereiro do primeiro ano Jô-o (1222) no Japão. Desde quando Ele entrou no caminho do sacerdócio, aprofundou os estudos de todos os ensinos Budistas até conclui-los. No dia 28 de abril do quinto ano Kentyô (1253), Nitiren Daishonin, aos 32 anos de idade, declarou o Estabelecimento do Verdadeiro Budismo fundamentado na Percepção manifestada do Nam-Myoho-Rengue-Kyo que é a Lei Básica, com a qual Ele revelou a verdadeira identidade como Buda Original de Kuon Ganjô (do infinito passado). É dessa forma que a Nitiren Shoshu se estabelece.
 Desde então, Nitiren Daishonin sofreu diversas perseguições como ataques à noite em Kamakura e decaptação em Tatsunokuti, além de dois exílios. Mesmo em meio a essas situações, Ele propagou a Grande Lei, o Nam-Myoho-Rengue-Kyo como também instruiu os dicípulos. No dia 12 de outubro do 2o. ano Kô-an (1279), Ele inscreveu o Dai-Gohonzon como Objeto de Devoção para a felicidade eterna de todas as pessoas do mundo e a prosperidade da nação.
 Depois de designar Nikko Shonin para 2o. Sumo Prelado, Nitiren Daishonin transferiu todos os Ensinos Budistas ao sucessor e vem a falecer serenamente no dia 13 de outubro do 5o. ano Kô-an (1282).
 Após a morte de Nitiren Daishonin, Hagiri Sanenaga, o senhor da área de Minobu, começou a praticar diversas calúnias contra o Budismo de Nitiren Daishonin. Nikko Shonin que foi o Reverendo-Prior do Templo Kuonji do Monte Minobu, para proteger a Verdadeira Lei de Nitiren Daishonin inclusive a essência do Ensino, deixou o local na primavera do 2o. ano Shô-­ô (1289). Nessa ocasião, juntamente com o seu discípulo, Nikko Shonin levou o Dai-Gohonzon do Supremo Santuário do Portal Origina como também todos os Tesouros Sagrados que eram de Nitiren Daishonin. Em outubro do 3o. ano Shô-ô (1290), graças às doações e à proteção de Nanjo Tokimitsu, foi estabelecido o Templo Principal Taissekiji ao pé do Monte Fuji.
 Desde então, mais de 700 anos, o Budismo de Nitiren Daishonin do infinito passado (Kuon Ganjo) vem sendo rigidamente protegido e corretamente transmitido no Templo Principal Taissekiji da Nitiren Shoshu.

 Hoje, o Templo Principal Taissekiji se tornou em uma Grande Academia da Prática da Fé onde todos os adeptos da Nitiren Shoshu de todo mundo visitam com o profundo sentimento de compaixão e de ver o Buda, visando a concretização do Kossen-Rufu Mundial,

O CAMINHO EM BUSCA DA VERDADEIRA FELICIDADE

 

 Quando as pessoas de qualquer parte do mundo depararem com sofrimentos, tristezas ou ainda problemas, desejam resolvê-los o mais breve possível, como também procuram uma forma para superá-los.
 Contudo, encontrar a forma de resolvê-los não é uma tarefa fácil. A verdadeira felicidade não significa ter apenas roupas, alimentos e moradia em abundância ou ainda levar uma vida próspera.
 O Budismo de Nitiren Daishonin nos ensina o caminho para conseguir a felicidade indestrutível e um meio de erradicar completamente os sofrimentos das pessoas durante a vida, como o nascimento, os problemas enfrentados no decorrer da vida, inclusive as questões básicas dos seres como envelhecimento, doença, morte entre outras.
 Quaisquer que sejam, todos que despertarem e devotarem na Verdadeira Lei de Nitiren Daishonin, em condições iguais, poderão purificar a própria vida, desfrutar de uma boa saúde nos aspectos físico e psicológico, criar um lar repleto de alegria, além de levar uma vida próspera, transformando os infortúnios em felicidades, inclusive conquistar uma verdadeira felicidade.
 É possível também proporcionar uma verdadeira paz e prosperidade nos países em que conflitos por questões étnicas e intermináveis guerras ocorrem.

A RELAÇÃO ENTRE O BUDA SAKYAMUNI E NITIREN DAISHONIN

 

 O Budismo surgiu quando o Buda Sakyamuni nasceu na Índia há 3 mil anos. Sakyamuni fez a pregação de diversos ensinos durante mais de 40 anos para salvar quaisquer pessoas superando as diferenças de sexo, classe social e poder aquisitivo.
 Nos últimos 8 anos, ele revelou o propósito do nascimento dele que é o Hokekkyo, o Sutra de Lótus. Isso foi para mostrar o caminho para atingir a Iluminação de todas as pessoas como também esclarecer a existência do único Buda de Kuon Ganjo (Infinito Passado) que iria revelar a Verdadeira Lei. E ao mesmo tempo fazer a profecia de que o Buda Original de Kuon Ganjo iria surgir para salvar fundamentalmente todos os seres de todo mundo no lugar do Buda Sakyamuni, numa época a ser denominada de mundo mundano da Era do Fim do Darma, Mappô, o que corresponde a 2 mil anos após a morte de Sakyamuni.

 Passados os 2 mil anos desde a morte de Sakyamuni, quando o Budismo de Sakyamuni perdeu totalmente o poder de salvar os seres nos países como Índia e ainda na China e no Japão. Tal como a profecia do Buda Sakyamuni no Sutra de Lótus, Nitiren Daishonin surgiu como o único Devoto do Sutra de Lótus do Universo, estabelecendo o propósito único e básico que é o Gohonzon, isto é, o Nam-Myoho-Rengue-Kyo do infinito passado de Kuon Ganjo.

A PRÁTICA DA FÉ NA NITIREN SHOSHU

 

 A realização dos anseios de cada pessoa e a felicidade dos familiares como também a salvação de grande número de pessoas dos sofrimentos e a purificação e a prosperidade das nações, etc. Isso tudo seria os benefícios e a Iluminação dos seres que foram manifestados da Verdadeira Lei de Nitiren Daishonin e surgiram da nobre prática da Fé ao supremo Gohonzon.
Para colocá-la em prática, há um importante principio Budista que é a “Fé, Prática e Estudo” (SHIN-GYO-GAKU).
 Em primeiro lugar, a “Fé” (SHIN) é um sentimento profundo e inabalável que os adeptos evidenciam com a prática perante o Gohonzon e em relação aos Ensinos de Nitiren Daishonin, além de possuir a convicção de manter a Fé no Budismo até o último instante da vida.
Em segundo, a “Prática” (GYO) tem duas formas de prática, uma é para a pessoa polir a própria vida realizando a prática do Gongyo da manhã e da noite e da recitação do Daimoku, o Nam-Myoho-Rengue-Kyo perante o Gohonzon depois da própria pessoa ter tomado a Fé no Gohonzon. O que é chamado de “prática para si” (JIGYO).
 E a outra é ensinar a grandiosidade do Budismo de Nitiren Daishonin aos parentes e familiares, amigos e colegas como também aspirar pela felicidade das pessoas em todo mundo. O que é denominado de “prática para os outros” (KETA). Isso quer nos dizer que o importante é nos dedicar nas duas formas de prática para si e para outros e esforçarmos para conquistar a prosperidade.
 E por ultimo, o “Estudo” (GAKU) é devotarmos nos estudos dos Ensinos de Nitiren Daishonin e aprofundarmos na compreensão do Budismo que vem sendo transmitido desde a época de Nitiren Daishonin como também as Escrituras (GOSHO) de Nitiren Daishonin e as orientações dos sucessivos Sumos Prelados com as quais nos possibiitarão desfrutar de alegria por estarmos praticando e elevar a condição da prática da Fé.
 Se conseguirmos colocar esse princípio de “Fé, Prática e Estudo” em ação, é possível garantir a concretização dos próprios desejos sem falta e a felicidade e a prosperidade de toda a família na vida presente como também nas próximas existências.

OS TEMPLOS DA NITIREN SHOSHU

 

 A Nitiren Shonshu, centralizada ao Templo Principal Taisseiji, possui atualmente mais de 700 templos em todo Japão e, no Exterior, existem templos nos Estados Unidos, Espanha, França, Taiwan, Indonésia, Gana e Brasil, além de Centros de Atividades e escritórios em Cingapura, Hong Kong, Malásia, Panamá, Filipinas e Coréia do Sul.
 Em todos os templos da Nitiren Shoshu, estão expostos solenemente os Três Tesouros do Budismo que são do Buda, da Lei e do Sacerdote os quais ficam centralizados ao Gohonzon incrito desde a época de Nitiren Daishonin. Não importando em que país ou região eles estejam no mundo, todos os templos da Nitiren Shoshu possuem a grande missão de transmitir de forma correta a Verdadeira Lei e o espírito de justiça de Nitiren Daishonin, inclusive de praticá-la e propagá-la.
 Nos respectivos templos da Nitiren Shoshu, são realizadas diversas cerimônias e rituais para os adeptos que comparecem, como também visam o crescimento e o fortalecimento da prática da Fé dos adeptos. Além disso, eles têm o papel de ser a Academia para aprofundar a prática da Fé, que possitibilitam tanto os Clérigos quanto os adeptos acumularem os benefícios e ainda possuem a função importante de ser um local para que os seguidores possam devotar a Fé.

 (Atualmente, o número de adeptos da Nitiren Shoshu em 52 países chega a 100 mil seguidores.)

UNIÃO HARMONIOSA ENTRE OS CLÉRIGOS E ADEPTOS (HOKKEKÔ)

 

 Na Nitiren Shoshu, existe a “Hokkekô” é uma organização formada pelos adeptos que colocam em prática de forma correta o Budismo de Nitiren Daishonin.
A origem do nome “Hokkekô” foi dado pelo próprio Nitiren Daishonin há 700 anos.
 Os adeptos da Nitiren Shoshu como integrantes da Hokkekô visitam os templos a que eles pertencem, para aprofundar a própria Fé por meio de preleções dos Reverendos e dos relatos de experiências dos adeptos, inclusive acumular as virtudes e dedicar na criação de novos valores que possam contribuir amplamente no desenvolvimento da sociedade.